Gerenciamento de plano de corte para marcenaria: saiba como fazer

Gerenciamento de plano de corte para marcenaria: saiba como fazer

gerenciamento de plano de corte para marcenaria

O gerenciamento de plano de corte para marcenaria é uma das etapas mais fundamentais de qualquer processo. Mesmo assim, o assunto ainda gera muitas dúvidas e até mesmo erros.

Entretanto, é preciso fazer esse gerenciamento de forma eficiente e, assim, garantir a facilitação e a otimização do trabalho posterior. Mas como fazer isso da melhor maneira possível? É o que mostramos no post de hoje. Continue a leitura e fique de olho!

O segredo de um produto eficiente

A importância de utilizar madeira de qualidade e a necessidade de empregar ferramentas confiáveis e adequadas para o projeto em questão não é segredo: tratam-se de elementos fundamentais para o sucesso do resultado final.

Qual é, então, a diferença? Qual é o segredo especial que garante um produto impecável, duradouro, resistente e capaz de cumprir suas expectativas com perfeição? O plano de corte. Portanto, ele jamais pode ser negligenciado!

As técnicas para o gerenciamento de plano de corte

É claro que cada madeira tem suas peculiaridades, e cada design requer um trabalho diferenciado. Entretanto, o bom plano de corte pode ser utilizado com versatilidade.

De maneira geral, existem 3 tipos básicos de corte, que mostramos agora!

1. Corte plano

Este é o corte mais comum, mais barato e mais requisitado. Ele se estende de uma extremidade à outra do tronco, de maneira reta, ou seja, sem levar em consideração as curvas naturais na formação da madeira.

Como a madeira é uma b, o corte plano acentua ainda mais essa irregularidade. Com isso, o produto final fica diferenciado e bastante atraente. Além disso, o corte seco é o que menos desperdiça matéria-prima.

2. Corte em rasgo

O corte em rasgo procura seguir os cernes da madeira e, assim, é o mais preciso nesse sentido. Ele tem menor variação do que os outros dois tipos, ficando entre 30 e 60 graus. Sua precisão cirúrgica, entretanto, faz com que muito da madeira não possa ser aproveitada.

Por outro lado, o corte em rasgo garante que a peça fique o mais sólida possível, com textura homogênea e linear. Assim, aquela irregularidade visualmente atraente do corte plano é perdida aqui.

3. Corte em quartos

O corte em quartos consegue ser ainda mais preciso, pois segue cada mínimo segmento da formação natural do tronco. Dessa maneira, ele se estende da medula do tronco até a extremidade e vice-versa, tornando-o o mais complexo de todos os cortes.

Por isso, a madeira cortada em quartos alcança um valor mercadológico duas vezes maior do que a madeira cortada de forma plana. Outro motivo para isso é a maior durabilidade alcançada por esse tipo de corte.

A partir disso, você pode iniciar seu plano de corte. Antes de mais nada, é necessário medir e registrar as medidas de todas as peças que deverão ser cortadas. Assim, você saberá exatamente o quanto precisará de matéria-prima. Para garantir a precisão, compense pela grossura da serra e demais ferramentas que serão utilizadas.

A vantagem de investir em sistemas especializados

Agora que você está com os três diferentes tipos de corte fresquinhos na memória, fica mais fácil visualizar claramente a importância do gerenciamento de plano de corte para sua marcenaria, não é mesmo?

A boa notícia é que, para tomar essa decisão tão importante em cada um de seus projetos, você pode contar com a ajuda de sistemas especializados, que facilitarão muito o desenvolvimento do trabalho.

Os sistemas especializados diminuem muito o desperdício de matéria-prima, pois permitem que você otimize o gerenciamento do plano de corte e consiga determinar com praticidade a melhor maneira de proceder em cada projeto. Assim, além de facilitar consideravelmente seu trabalho, o sistema também garante mais lucro.

Gostou de conhecer a importância do bom gerenciamento de plano de corte para marcenaria? Quer ficar por dentro de todas as melhores dicas e estratégias para continuar aprimorando cada vez mais seu negócio? Assine nossa newsletter e receba todo o nosso conteúdo diretamente no seu e-mail!

Compartilhe este artigo

Artigos relacionados

Renderização: aprenda 3 técnicas para encantar clientes e aumentar as vendas
Marcenaria, Designers e Arquitetos

Renderização: aprenda 3 técnicas para encantar clientes e aumentar as vendas

O mercado moveleiro está em constante expansão no Brasil e o Rio Grande do Sul lidera o cenário. Saiba mais sobre a importância da Promob para esse setor.
Fábricas, Marcenaria

Setor moveleiro: conheça os estados brasileiros que se destacam

Maquina CNC
Marcenaria

CNC para marcenarias: como utilizar essa tecnologia no trabalho com madeira

plugins premium WordPress

Inscreva-se

Acompanhe artigos, dicas e tutoriais sobre o mercado moveleiro.