Técnicas de administração para marcenaria: conheça 4 fundamentais!

Técnicas de administração para marcenaria: conheça 4 fundamentais!

técnicas de administração para a sua marcenaria

Um marceneiro que sonha em viver do seu próprio negócio precisa saber mais que marcenaria. Para gerenciar uma empresa, mesmo pequena, é preciso conhecer técnicas de administração que vão melhorar a eficiência operacional do negócio.

Metodologias consagradas de gestão podem auxiliar na organização dos processos produtivos do negócio, agilidade na fabricação e até na eficácia da parte financeira que, muitas vezes, é um desafio para os marceneiros.

Pensando nisso, neste artigo, apresentamos 4 técnicas de administração que podem ser aplicadas em marcenarias de qualquer tamanho. Conheça!

1. Metodologia 5s

De origem japonesa, a metodologia 5s é excelente para organizar o ambiente de trabalho e padronizar a qualidade final dos produtos. O nome 5s vem de cinco palavras em japonês que começam com a letra ‘s’: Seiri, Seiton, Seiso, Seiketsu e Shitsuke. Elas podem ser traduzidas para o português como Utilização, Organização, Limpeza, Higiene e Disciplina, respectivamente.

Em uma marcenaria, a aplicação direta dos cinco princípios do 5s é essencialmente assim:

  • utilização: remover do espaço de trabalho qualquer item que seja inútil ou supérfluo;
  • organização: organizar as ferramentas e o espaço de trabalho de forma que o mais importante esteja facilmente acessível e sempre no lugar certo;
  • limpeza: cuidar sempre do ambiente de trabalho após cada utilização e incluir a limpeza como uma rotina;
  • higiene: cuidar da própria saúde e criar normas claras de higiene pessoal antes e depois do trabalho;
  • disciplina: o mais importante de todos. Elaborar regras e seguir as normas propostas.

2. Kanban

O método Kanban surgiu como parte do Sistema Toyota de Produção e consiste, essencialmente, em cartões de sinalização para controlar fluxos de produção em uma fábrica.

Hoje, o Kanban foi adaptado para qualquer tipo de negócio e se tornou uma ferramenta excelente para auxiliar a estruturação de processos e a organização da geração de valor de uma empresa.

Em uma marcenaria, o Kanban pode ser utilizado para sistematizar todo o processo produtivo, dividindo o trabalho em etapas com as entradas e saídas de cada uma delas. Além disso, no método Kanban a demanda “puxa” a oferta, o que reduz desperdícios e maximiza a produtividade.

3. Análise SWOT

A análise SWOT é um método que auxilia uma empresa a enxergar suas vulnerabilidades e oportunidades com mais clareza. Em português, ela também é chamada de Matriz FOFA: Forças, Oportunidades, Fraquezas e Ameaças.

Para fazer uma análise SWOT, o marceneiro deve dividir um papel em quatro quadrantes. Em cada um deles ele listará itens que se enquadrem como pontos fortes, pontos fracos, oportunidades e ameaças (ou riscos) para a marcenaria.

A análise SWOT ajuda a entender o posicionamento de mercado da marcenaria e quais seus diferenciais competitivos.

4. Business Model Canvas

A metodologia do Business Model Canvas (BMC) é muito utilizada para auxiliar empreendedores a formatar os seus negócios. Mas apesar desse foco na fase embrionária de uma empresa, o BMC também pode ser aplicado em empresas que já estão operando para auxiliar gestores a visualizar melhor suas oportunidades e desafios.

O Business Model Canvas consiste em um documento em forma de quadro dividido em nove blocos que serão preenchidos por itens que descrevem a marcenaria e o seu mercado. A ideia é que ele seja dinâmico e alterado sempre que for preciso modificar o plano de negócios.

Os nove blocos do BMC são:

  • proposta de valor, em que é explicado o que a empresa faz e seus diferenciais;
  • segmento de clientes, que descreve o público dela;
  • canais, que são os caminhos e ferramenta para alcançar esses clientes;
  • relacionamento com clientes, que é a técnica para isso;
  • fonte de receita, que é como a empresa faz dinheiro;
  • recursos principais, que são seus métodos de gerar valor;
  • atividades principais, que descrevem seus processos;
  • parceiros principais, que são os fornecedores e outros aliados;
  • estrutura de custos, que são as despesas da empresa.

E além dessas 4 técnicas de administração, existe alguma outra que você utiliza na sua marcenaria? Conte para a gente nos comentários abaixo!

Compartilhe este artigo

Artigos relacionados

Renderização: aprenda 3 técnicas para encantar clientes e aumentar as vendas
Marcenaria, Designers e Arquitetos

Renderização: aprenda 3 técnicas para encantar clientes e aumentar as vendas

O mercado moveleiro está em constante expansão no Brasil e o Rio Grande do Sul lidera o cenário. Saiba mais sobre a importância da Promob para esse setor.
Fábricas, Marcenaria

Setor moveleiro: conheça os estados brasileiros que se destacam

Maquina CNC
Marcenaria

CNC para marcenarias: como utilizar essa tecnologia no trabalho com madeira

plugins premium WordPress

Inscreva-se

Acompanhe artigos, dicas e tutoriais sobre o mercado moveleiro.